Obsessão Infinita

Ontem, aproveitei que estava com a tarde livre para conferir o primeiro dia da exposição Obsessão Infinita, a maior exibição de obras da artista japonesa Yayoi Kusama pela América Latina, que após passar por Buenos Aires, Rio de Janeiro e Brasília desembarcou aqui, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, e com próximo destino marcado para a Cidade do México.

Muito já tinha lido e ouvido falar sobre Yayoi Kusama, então, fui com a expectativa elevada e ainda assim consegui sair maravilhado: a arte de Kusama é como um convite à reflexão sobre a vida e, principalmente, sobre a lucidez (ou falta dela) presente no existir. Quantos de nós temos alguma obsessão que optamos por deixar lá no fundo, quietinha, que não ousamos expor ou desvendá-la? Assim como eu – e você que está lendo este texto – Yayoi tem muitos medos, mas, ao contrário, ela os escancara em suas obras, que são partes do que a define.

Yayoi Kusama

Com vários transtornos psicológicos e diagnosticada com desordem da personalidade, Kusama vive voluntariamente em uma clínica psiquiátrica em Tóquio, desde 1977, e mantém seu estúdio no mesmo bairro.

Yayoi Kusama

Com boas parte das obras imersivas (e luzes, espelhos, pontos, bolinhas), a exposição é uma experiência enriquecedora. Aproveito para destacar não só as obras em si, mas também seus títulos, que são geniais, “Estou aqui, mas nada”, “Cheia de Brilho da Vida” e por aí. Quando for visitar, repare em tudo! ;)

Yayoi

Com curadoria de Frances Morris e Philip Larratt-Smith, a exposição fica até o final de julho em São Paulo.

254

E você sabia que o primeiro casamento homossexual foi organizado por Yayoi Kusama, no final dos anos 60, quando morava nos Estados Unidos? Como diria Gilberto Gil: “Procure saber!”. Mesmo quando a sodomia ainda era ilegal nos EUA, a artista oficializava a união de pessoas do mesmo sexo.

Um viva à genialidade da lucidez e das pequenas coisas que nos formam. Nossos medos também somos nós.

100

– Todas as fotos deste post foram feitas por mim. Para conferir outras, basta acessar meu perfil no Flickr.
Obsessão Infinita
De 22 de maio a 27 de julho de 2014
Instituto Tomie Ohtake
Rua Coropé, 88, Pinheiros, São Paulo/SP
O instituto fica aberto de terça a domingo, das 11h às 20h.
Entrada gratuita.

Anúncios